'Relação com o governo é de desconfiança', diz Maia sobre liberação de emendas

Ao ser questionado se havia desconfiança por parte dos deputados em relação à promessa do governo Jair Bolsonaro em liberar emendas parlamentares para garantir os votos em favor da reforma, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), diz que a relação é "sempre de desconfiança"

247 - Em meio a articulação para tentar votar a reforma da Previdência, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que a relação do Legislativo com o governo é de "desconfiança", mas deve caminhar para uma "situação harmônica".

"Todo processo do Legislativo de relação com o Executivo é sempre de desconfiança porque esse governo gerou uma desconfiança no início. Mas acho que isso vai caminhar para o leito normal do rio e a gente vai construir, daqui para frente, uma relação mais harmônica entre os poderes", disse Maia ao ser questionado se havia desconfiança por parte dos deputados em relação à promessa do governo Jair Bolsonaro em liberar emendas parlamentares para garantir os votos em favor da reforma, Maia 

Em sessão plenária, o líder da bancada do PSOL na Câmara, deputado Ivan Valente (SP), denunciou que o governo Bolsonaro cometeu crime de responsabilidade na liberação de emendas no valor de cerca de R$ 100 milhões.

No Diário Oficial desta segunda-feira (8), o governo liberou mais de R$ 93 milhões em uma emenda aprovada originalmente na Comissão de Seguridade de Câmara dos Deputados, que tinha valor total de apenas R$ 2 milhões, destinada a “incremento temporário ao custeio de serviços de assistência hospitalar e ambulatorial”. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247