Rocha Loures acha que brasileiro é otário e diz que não sabia que havia dinheiro na mala

Homem da mala de Michel Temer, o deputado Rodrigo Rocha Loures, que recebeu uma mala de R$ 500 mil da JBS, e foi filmado correndo com o pacote, menosprezou a inteligência do povo brasileiro ao afirmar não saber que a mala estava recheada de dinheiro; segundo Loures, ele só veio a saber do conteúdo após a mala ser aberta e ver o montante acondicionado em seu interior; Loures, que foi assessor especial de Temer, vem afirmando que Temer não tem nada a ver com o episódio; temor do governo, porém, é que Loures mude sua versão visando fechar um acordo de delação premiada, já que ele tem admitido que sua situação perante à Justiça é delicada e sua esposa estar grávida de oito meses

Homem da mala de Michel Temer, o deputado Rodrigo Rocha Loures, que recebeu uma mala de R$ 500 mil da JBS, e foi filmado correndo com o pacote, menosprezou a inteligência do povo brasileiro ao afirmar não saber que a mala estava recheada de dinheiro; segundo Loures, ele só veio a saber do conteúdo após a mala ser aberta e ver o montante acondicionado em seu interior; Loures, que foi assessor especial de Temer, vem afirmando que Temer não tem nada a ver com o episódio; temor do governo, porém, é que Loures mude sua versão visando fechar um acordo de delação premiada, já que ele tem admitido que sua situação perante à Justiça é delicada e sua esposa estar grávida de oito meses
Homem da mala de Michel Temer, o deputado Rodrigo Rocha Loures, que recebeu uma mala de R$ 500 mil da JBS, e foi filmado correndo com o pacote, menosprezou a inteligência do povo brasileiro ao afirmar não saber que a mala estava recheada de dinheiro; segundo Loures, ele só veio a saber do conteúdo após a mala ser aberta e ver o montante acondicionado em seu interior; Loures, que foi assessor especial de Temer, vem afirmando que Temer não tem nada a ver com o episódio; temor do governo, porém, é que Loures mude sua versão visando fechar um acordo de delação premiada, já que ele tem admitido que sua situação perante à Justiça é delicada e sua esposa estar grávida de oito meses (Foto: Paulo Emílio)

247 - O deputado afastado Rodrigo Rocha Loures (PMDBPR), homem de confiança de Michel Temer e que foi flagrado recendo R$ 500 mil em propina paga pela JBS, diz não saber que a mala recebida continha dinheiro. Segundo Loures, ele só veio a saber do real conteúdo da mala após ela ser aberta e ver o montante acondicionado em seu interior.

Loures, que foi assessor especial de Temer na Presidência da República, vem conversando com aliados e advogados desde que o caso veio à tona e ele foi afastado do mandato parlamenta. Segundo interlocutores, Loures vem afirmando que Temer não tem nada a ver com o episódio no qual foi flagrado recendo a propina e que tentou uma aproximação com o empresário Joesley Batista, dono da JBS e responsável pelas gravações de diálogos que envolvem até mesmo o próprio Temer, por interesses comerciais, já que além de parlamentar também é empresário do setor alimentício.

Loures vem alegando que na época "pensou" que uma entrega daquela maneira não fazia sentido algum, mas que agora entende as razões de Joesley Batista ter "forçado" a situação. Segundo integrantes do PMDB, Joesley teria produzido provas contra Temer e aliados visando obter um acordo favorável junto à Justiça.

O temor do governo, porém, é que Loures mude sua versão visando fechar um acordo de delação premiada, já que ele tem admitido que sua situação perante à Justiça é delicada e sua esposa estar grávida de oito meses.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247