Sarkozy encontra Lula e diz que Moro mostrou sua parcialidade ao virar ministro de Bolsonaro

O ex-presidente Lula, que hoje seria presidente do Brasil se não tivesse sido alvo de lawfare, deu mais uma demonstração de prestígio internacional, ao ser recebido por Nicolas Sarkozy, ex-presidente da França. "Ele relatou observar com preocupação a escalada autoritária do governo Bolsonaro", disse Lula

Nicolas Sarkozy e Lula
Nicolas Sarkozy e Lula (Foto: Ricardo Stuckert)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva teve um encontro com Nicolas Sarkozy e afirmou que o mandatário francês, Nicolas Sarkozy, realtou preocupação com a "escalada autoritária" do governo Jair Bolsonaro. 

"Com o ex-presidente francês Nicolas Sarkozy hoje, em Paris. Refletimos juntos sobre o avanço da extrema direita no Brasil e no mundo. Ele relatou observar com preocupação a escalada autoritária do governo Bolsonaro. E disse que o Moro escancarou sua parcialidade ao aceitar fazer parte desse governo", escreveu o ex-presidente no Facebook. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247