Sem nova ferramenta, prévias do PSDB não devem se encerrar no prazo estipulado

O deputado federal Carlos Sampaio, vice-presidente do PSDB, admitiu não saber se a eleição será neste domingo. Segundo ele, não há definição de data

Eduardo Leite, Arthur Virgílio e João Doria
Eduardo Leite, Arthur Virgílio e João Doria (Foto: PSDB/Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - Sem nova ferramenta de votação, após problemas com aplicativo, o prazo dado pelo presidente do PSDB, Bruno Araújo, para o encerramento das prévia do partido, no dia 28 de domingo, estão em xeque, informa a Folha de S.Paulo. A legenda pretende realizar uma auditoria para investigar o suposto ataque hacker que teria impedido, no domingo passado, 21, a conclusão do pleito.

O deputado federal Carlos Sampaio, vice-presidente do PSDB, admitiu não saber se a eleição será no domingo. Já Araújo disse estar “torcendo” para que o partido resolva o problema até domingo. Sampaio, no entanto, disse que não há definição de data.

"Evidentemente as medidas que estão sendo tomadas pelos técnicos é para evitar o que aconteceu no domingo passado", declarou o vice da legenda.

PUBLICIDADE

Segundo a Folha, o PSDB resolveu aguardar dez dias antes de acionar a Polícia Federal para apurar o suposto ataque que teria derrubado o aplicativo de votação das prévias, desenvolvido pela Fundação de Apoio da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. A Faurgs, na quarta-feira, 24, informou que considerava "muito plausível a ocorrência de um ataque de hackers" ao aplicativo.

O partido resolveu fazer uma apuração do ocorrido. Sampaio disse que "contatamos os 3 advogados do PSDB e fixamos um prazo de 10 dias para realizar todas as diligências necessárias para apontar se as causas desse congestionamento foram o ataque de hacker ou não".

PUBLICIDADE

"Com essa auditoria feita, nós temos uma perícia. E é essa perícia que vai apontar a tipificação, se foi um um crime cibernético que impediu a divulgação de um resultado", completou. Em seguida, o partido acionaria a PF.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email