Sem-terra invadem fazenda de PM amigo de Temer que teria recebido R$ 1 mi em propina

Um grupo de sem-terra ligado à União Nacional Camponesa (UNC) ocupou a Fazenda Esmeralda, em Duartina, interior de São Paulo, de propriedade do ex-assessor e amigo de Michel Temer (PMDB), o empresário João Batista Lima Filho; de acordo com o delator da JBS Florisvaldo Caetano de Oliveira, Lima Filho, que é coronel aposentado da Polícia Militar de São Paulo, teria recebido propina de R$ 1 milhão em nome de Temer; sua empresa foi alvo de operação da Polícia Federal na semana passada

Um grupo de sem-terra ligado à União Nacional Camponesa (UNC) ocupou a Fazenda Esmeralda, em Duartina, interior de São Paulo, de propriedade do ex-assessor e amigo de Michel Temer (PMDB), o empresário João Batista Lima Filho; de acordo com o delator da JBS Florisvaldo Caetano de Oliveira, Lima Filho, que é coronel aposentado da Polícia Militar de São Paulo, teria recebido propina de R$ 1 milhão em nome de Temer; sua empresa foi alvo de operação da Polícia Federal na semana passada
Um grupo de sem-terra ligado à União Nacional Camponesa (UNC) ocupou a Fazenda Esmeralda, em Duartina, interior de São Paulo, de propriedade do ex-assessor e amigo de Michel Temer (PMDB), o empresário João Batista Lima Filho; de acordo com o delator da JBS Florisvaldo Caetano de Oliveira, Lima Filho, que é coronel aposentado da Polícia Militar de São Paulo, teria recebido propina de R$ 1 milhão em nome de Temer; sua empresa foi alvo de operação da Polícia Federal na semana passada (Foto: Paulo Emílio)

247 - Agricultores sem terras ligados a União Nacional Camponesa (UNC) invadiram e ocuparam a fazenda Esmeralda, em Duartina, interior de São Paulo. A fazenda é de propriedade do ex-assessor e amigo de Michel Temer (PMDB), o empresário João Batista Lima Filho.

De acordo com o delator da JBS Florisvaldo Caetano de Oliveira, Lima Filho, que é coronel aposentado da Polícia Militar de São Paulo, teria recebido propina de R$ 1 milhão. Na semana passada, após vir à tona a delação premiada do dono da JBS, Joesley Batista, a Argeplan, empresa de Lima Filho, foi alvo de uma operação da Polícia Federal na qual foram apreendidos diversos equipamentos e documentos.

Segundo os agricultores, Temer seria sócio oculto da Fazenda Esmeralda, que está registrada em nome da Argeplan. A propriedade já havia sido ocupada em 2016 pelo Movimento dos Sem-Terra (MST).

Na época, Temer negou ser proprietário de qualquer propriedade rural. A ocupação do local aconteceu na madrugada desta segunda-feira (22) quando cerca de 300 agricultores entraram na propriedade. O grupo pede a saída de Temer da Presidência da República, após ele ter sido gravado por Joesley Batista avalizando o pagamento de propinas para comprar o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), preso e condenado pela Lava Jato.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247