Senadora do PSL diz que é preciso acabar com o "racismo contra brancos"

"O PSL lembra que é contra toda e qualquer forma de intolerância, lembrando também que não podemos aceitar racismo nem xenofobia contra brancos e asiáticos, enfim, etc., etc., etc", disse a senadora Soraya Thronicke

Soraya Thronicke
Soraya Thronicke (Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em dicurso durante sessão do Senado que aprovou projeto que confirma a adesão do Brasil à Convenção Interamericana contra o Racismo, a Discriminação Racial e Formas Correlatas de Intolerância, a senadora e líder da bancada do PSL, Soraya Thronicke (MS), orientou pelo voto "sim", mas decidiu criticar o que chamou de 'racismo contra brancos'.

"O PSL obviamente orienta 'sim' e lembra que é contra toda e qualquer forma de intolerância, lembrando também que não podemos aceitar racismo nem xenofobia contra brancos e asiáticos, enfim, etc., etc., etc. Hoje o que nós mais temos visto nas redes sociais... Parece que as pessoas ganham um outro caráter quando estão em frente a um computador ou teclando no celular, abusam do direito de liberdade de expressão", disse a parlamentar.

A deputada não é a primeira no PSL a falar de "racismo contra os brancos". O deputado estadual bolsonarista Anderson Moraes (PSL-RJ) protocolou uma notícia-crime na Delegacia de Combate a Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) contra Lumena, participante do BBB 21, por racismo nesta quarta-feira (10).

Em suas redes sociais, o deputado disse que a baiana teve "fala pejorativa e ofensiva generalizada à raça branca". "Um caso claro de racismo de duas jovens negras contra pessoas brancas. Pedimos para a Decradi apurar os fatos e se manifestar pela expulsão dela do programa. Se fosse o contrário, o que seria igualmente crime, já teriam se mobilizado para combater o racismo".

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email