Servidores da Anvisa criticam indicação de militar para cargo em diretoria na agência

Em nota, a Associação dos Servidores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária ressalta que a formação acadêmica do militar tenente-coronel da reserva do Exército Jorge Luiz Kormann é incompatível com o cargo

Fachada do edifício sede da agência nacional de vigilância sanitária (ANVISA). 11/11/2020
Fachada do edifício sede da agência nacional de vigilância sanitária (ANVISA). 11/11/2020 (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A  Associação dos Servidores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Univisa) criticou, em nota, a indicação do tenente-coronel da reserva do Exército Jorge Luiz Kormann para uma diretoria da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Os servidores alegam que a formação acadêmica do militar é incompatível com o cargo. A indicação, feita por Jair Bolsonaro, ainda precisa ser avalizada pelo Senado.

 Kormann, que foi indicado para chefiar a diretoria responsável pela avaliação de medicamentos e alimentos, é formado pela Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), mestrado em Ciências Militares e teria pós-graduação em administração de empresas e estudos de política e estratégia de gestão, de acordo com reportagem do jornal O Globo

“Dessa forma, entendemos que a indicação realizada não atende às especificidades da Lei nº 9.986/2000 […] pois o indicado à diretoria não possui experiência no campo de atividade da agência reguladora, sendo essa experiência ainda mais relevante quando se considera a diretoria que ficará vaga no mês de dezembro”, destaca trecho da nota da Univisa.

“Tendo em vista a atual crise de saúde mundial, os desafios enfrentados no combate à pandemia de Covid-19 e o papel crucial da Anvisa na avaliação de medicamentos e demais alternativas terapêuticas, a Univisa vê com ressalvas a indicação do senhor Jorge Luiz Kormann”, acrescenta o texto.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247