Sindicato dos Jornalistas pede que veículos suspendam cobertura no Planalto

O sindicato informa que não descarta a possibilidade de acionar Bolsonaro na Justiça caso algum dos profissionais envolvidos na cobertura teste positivo para a Covid-19

Bolsonaro, em evento no Planalto, em Brasília
Bolsonaro, em evento no Planalto, em Brasília (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Após Jair Bolsonaro anunciar que teria sido contaminado, o Sindicato dos Jornalistas do Distrito Federal emitiu comunicado pedindo que veículos de comunicação suspendam a cobertura presencial no Palácio do Planalto.

O sindicato ainda solicitou que as empresas testem e afastem todos os profissionais que participaram, nos últimos dez dias, de coberturas com Bolsonaro e com demais membros do Executivo.

A categoria informa que não descarta a possibilidade de acionar Bolsonaro na Justiça caso algum dos envolvidos na cobertura teste positivo para a Covid-19.

"Vamos cobrar do Ministério das Comunicações para que seja mantida a divulgação de informações do poder Executivo sem expor jornalistas a risco em entrevistas coletivas presenciais, incluindo as dos ministros, que devem passar a dar coletivas de forma virtual", diz m treh da nota.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email