"Só Deus me tira da cadeira", repete Bolsonaro no dia em que STF confirma Lula elegível

Quase uma hora após o STF declarar a incompetência da 13ª Vara Federal de Curitiba para julgar Lula, Bolsonaro já mostrou os efeitos do definitivo retorno do ex-presidente ao jogo político-eleitoral

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva
Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (Foto: Ricardo Stuckert | Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - Cerca de uma hora após o Supremo Tribunal Federal (STF) declarar a 13ª Vara Federal de Curitiba incompetente para julgar o ex-presidente Lula e, por consequência, anular as condenações do petista na Lava Jato, Jair Bolsnaro, em live, já se mostrou abalado com a volta de seu principal oponente ao jogo político-eleitoral.

Comentando decisão da ministra Cármen Lúcia, que deu o prazo de cinco dias para que o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), explique os motivos pelos quais não deu seguimento aos pedidos de impeachment contra o ocupante do Palácio do Planalto, Bolsonaro reiterou declaração já dada por ele em outras ocasiões: "só Deus me tira da cadeira presidencial. E me tira, obviamente, tirando a minha vida".

A realidade, porém, é que Lula se mostra, segundo pesquisas, perfeitamente apto a retirar Bolsonaro da presidência. Em levantamento divulgado na quarta-feira, Lula aparece com 52% das intenções de voto contra 34% de Jair Bolsonaro em um eventual segundo turno em 2022.

PUBLICIDADE

Bolsonaro também disse que “não é candidato”, porém afirmou que estava preocupado com “o futuro do Brasil” caso Lula seja eleito em 2022.

“Não estamos começando aqui uma campanha para 2022. Mas, pela decisão do STF hoje, o Lula é candidato. Faça uma comparação dos ministros do Lula com os nossos ministros. E, se o Lula voltar, pelo voto direto, pelo voto aditável, tudo bem. Agora, veja qual vai ser o futuro do Brasil, o tipo de gente que ele vai trazer para a presidência. Em março de 2023, três meses depois que ele porventura assumir a presidência, ele vai escolher mais dois ministros para o Supremo Tribunal Federal. Tá ok, pessoal?”, disse Bolsonaro.

PUBLICIDADE

Ele ainda complementou. “Eu não estou dizendo que sou candidato, nem que sou o melhor do mundo. Mas vamos ter umas eleições pela frente. Estão previstas eleições em 2022. O Lula vai ser candidato, vai estar lá. Me tira de combate? Quem iria com o Lula para o segundo turno? É só fazer um raciocínio que vocês vão entender qual o futuro de cada um de vocês”.

“Eu já tenho 66 anos de idade, até lá estou com 68, eu já estou no lucro. Estou mais para lá do que para cá, mas vejam qual futuro reserva pra vocês no Brasil, com o que está acontecendo e com esta decisão e hoje do STF anulando as condenações do Lula e tornando ele elegível”, afirmou o presidente.

PUBLICIDADE

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email