Sob pressão da crise do laranjal do PSL, Bolsonaro se reúne com Moro, PF e Álvaro Antonio

Aumentou nos últimos dois dias a pressão sobre Bolsonaro pela demissão do ministro do Turismo, Álvaro Antônio, depois que este foi denunciado pelo Ministério Público. Bolsonaro também foi implicado no caso dos laranjas do PSL mineiro ao ter seu nome vinculado à transferência de recursos via caixa 2 para sua campanha eleitoral, segundo informou a Folha no último domingo

Marcelo Álvaro Antônio e Jair Bolsonaro
Marcelo Álvaro Antônio e Jair Bolsonaro (Foto: Marcos Correa/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Reportagem de Gustavo Uribe na Folha de S.Paulo informa que em meio a novos indícios sobre a existência de esquema de candidaturas laranjas do PSL, Jair Bolsonaro reservou espaço em sua agenda oficial, nesta quarta-feira (9), para receber os ministros Marcelo Álvaro Antônio, do Turismo, e Sergio Moro, da Justiça. 

O ministro do Tutismo está no epicentro das deníuncias sobre o laranjal do PSL. 

Bolsonaro irá receber, no início da tarde, em audiência conjunta, Moro e o diretor-geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo. Na sequência, ele se reunirá com Álvaro Antônio.  

Bolsonaro tem declarado que irá manter o ministro no cargo, mas aumentou no governo a pressão pela demissão do ministro. A avaliação no Palácio do Planalto é de que a permanência de Álvaro Antônio no cargo tem causado um desgaste na imagem do governo.  

Caso Bolsonaro decida exonerá-lo, o nome mais cotado para o posto é o do presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Gilson Machado Neto, informa a reportagem.  

A situação de Álvaro Antônio se agravou desde a semana passada, quando o Ministério Público de Minas Gerais denunciou o ministro sob acusação de envolvimento no esquema de laranjas do PSL.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247