Solnik: ansiedade de Bolsonaro para servir aos EUA é algo inédito

O jornalista Alex Solnik comenta a série de encontros envolvendo o clã Bolsonaro com figuras do governo Trump; John Bolton, assessor da Casa Branca para política externa, virá ao Brasil nesta quinta-feira e se reunirá com o presidente eleito Jair Bolsonaro; além disso, Eduardo Bolsonaro foi à Casa Branca se encontrar com o genro de Trump; " A ansiedade de Bolsonaro para servir aos EUA é algo inédito no Brasil", critica Solnik

Solnik: ansiedade de Bolsonaro para servir aos EUA é algo inédito
Solnik: ansiedade de Bolsonaro para servir aos EUA é algo inédito

247 – A visita do assessor da Casa Branca John Bolton, a delação do ex-ministro Antonio Palocci envolvendo Dilma Rousseff e os novos ministros de Bolsonaro foram os principais temas abordados no programa Boa Noite 247 dessa terça-feira (27).

John Bolton, assessor da Casa Branca para política externa, virá ao Brasil nesta quinta-feira se reunir com o presidente eleito Jair Bolsonaro.

Paulo Moreira Leite afirma que Bolton não é o primeiro escalão da casa branca, mas cumpre missões estratégicas. "É um sujeito que conseguiu abrir caminho para a invasão do Iraque em 2003", destaca o jornalista, que ressalta: "Essa visita precisa ser vista com muito cuidado por todos nós".

Alex Solnik afirma que as idas do Eduardo Bolsonaro aos EUA e os encontros de Bolsonaro com figuras da Casa Branca mostram que "a ansiedade de Bolsonaro para servir aos EUA é algo inédito no Brasil".

Inscreva-se na TV 247 e confira o programa Boa Noite 247

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247