Solnik: basta de ódio, MBL conspira contra a democracia

O jornalista Alex Solnik comenta o fato do Facebook ter retirado do ar centenas de páginas e perfis falsos vinculadas a Kim Kataguiri e sua trupe do MBL;"Foi extremamente correto, eles difundem mentiras a respeito da esquerda; Vamos dar um basta ao ódio, o MBL conspira contra a democracia", afirma; assista a íntegra do programa Boa Noite 247

Solnik: basta de ódio, MBL conspira contra a democracia
Solnik: basta de ódio, MBL conspira contra a democracia

TV 247 - O programa Boa Noite 247 desta quarta-feira (25) destacou a visita do ex-prefeito Fernando Haddad  (PT) ao ex-presidente Lula, a ação do Facebook em remover centenas de páginas falsas ligadas ao Movimento Brasil Livre (MBL) e a política externa fracassada do governo Temer, que torna-se evidente no encontro do Brics. 

Um conjunto de 196 páginas e 87 perfis falsos foram retirados do ar pelo Facebook por propagarem notícias falsas, todas elas vinculadas a Kim Kataguiri e sua trupe do MBL.

O jornalista Alex Solnik considera a ação positiva. "Foi extremamente correto, eles difundem mentiras a respeito da esquerda. Vamos dar um basta ao ódio, o MBL conspira contra a democracia", afirma.

O jornalista Paulo Moreira Leite destaca que, assim como o Facebook pode atingir a extrema direita, a rede também pode afetar a esquerda, como a matéria do terço enviado pelo Papa ao ex-presidente Lula, considerada fake news erroneamente pela rede social de Mark Zuckerberg. "Vou ser bem claro, não estamos lidando com anjos, o Facebook é uma instituição bilionária, que tem como objetivo proteger seus negócios", expõe. 

Visita de Haddad ao ex-presidente Lula

O ex-prefeito Fernando Haddad  (PT) visitou o ex-presidente Lula na sede da Polícia Federal de Curitiba. Ele afirma que se o nome de Lula estiver nas urnas eletrônicas, com certeza o petista será o próximo presidente do Brasil. 

Moreira Leite salienta que, ao contrário do que diz a mídia hegemônica, a Lei da Ficha Limpa abre precedentes para que candidatos condenados registrem suas candidaturas no pleito eleitoral. "Existe a cláusula 27-C dizendo que uma pessoa pode disputar uma eleição se considerar que é plausível o seu recurso contra uma condenação em segunda instância", explica o jornalista. 

Política externa rolando ladeira abaixo 

A 10ª Cúpula do Bloco de Países Emergentes Brics (Brasil, Rússia, China e Africa do Sul) começou nesta quarta-feira (25) em Joanesburgo, e ratificou a política externa pífia de Michel Temer e o ministro das relações exteriores Aloysio Nunes (PSDB). 

"O Brasil abandonou o Brics e o Brics abandonou o Brasil", lamenta Solnik. 

Inscreva-se na TV 247 e confira o programa Boa Noite 247 

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247