STF concede mensagens da Vaza Jato ao TCU, que vai apurar suspeita de conflito de interesse de Moro

Moro é, atualmente, sócio da empresa Alvarez & Marsal, que trabalha na recuperação das empresas do grupo Odebrecht, que o ex-juiz ajudou a quebrar

www.brasil247.com -
(Foto: Lula Marques | Reuters)


247 - O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski concedeu nesta quarta-feira (3) ao Tribunal de Contas da União (TCU), segundo Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, acesso às mensagens trocadas por membros da Lava Jato e apreendidas na Operação Spoofing.

O tribunal solicitou o material para apurar possível conduta de conflito de interesses por parte do ex-juiz da operação Sergio Moro. Atualmente, Moro é sócio da empresa Alvarez & Marsal, que trabalha na recuperação das empresas do grupo Odebrecht, que o ex-juiz ajudou a quebrar.

O ministro do TCU Bruno Dantas, relator do caso, acredita que as mensagens da chamada "Vaza Jato" podem esclarecer se Moro orientou, ou não, a ação de procuradores da força-tarefa em operações contra a Odebrecht.

Em despacho, Dantas escreve que Moro, "como se diz popularmente, teria atuado nos 'dois lados do balcão'". Para o ministro, a contratação do ex-juiz pela Alvarez & Marsal é "no mínimo peculiar e constrangedora".

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email