Temer estava amargurado e corroído pelo esquecimento

Michel Temer vivia momentos de aflição e amargura antes de sua prisão, informa a colunista Mônica Bergamo; isolado depois de deixar a presidência, o emedebista gastava parte do tempo lendo jornais; Temer reclamava também que o atual governo e a imprensa não davam a ele os créditos pelo que considerava coisas positivas que fez ao país

Temer estava amargurado e corroído pelo esquecimento
Temer estava amargurado e corroído pelo esquecimento (Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Michel Temer vivia momentos de aflição e amargura antes de sua prisão, informa a colunista Mônica Bergamo. Isolado depois de deixar a presidência, o emedebista gastava parte do tempo lendo jornais. Temer reclamava também que o atual governo e a imprensa não davam a ele os créditos pelo que considerava coisas positivas que fez ao país.

A reportagem do jornal Folha de S. Paulo ainda destaca que "o próprio ex-ministro Moreira Franco (MDB-RJ), que foi preso também na quinta (21), aconselhava Temer a relaxar mais. Dizia que ele tinha que virar a página e se desapegar do tempo em que foi presidente."

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email