Temer sobre Cunha: “Desejo a maior felicidade para ele”

Michel Temer, que foi acusado pelo ex-aliado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) de não ter dito a verdade em relação ao esquema de corrupção investigado pela Lava Jato, disse desejar "a maior felicidade" para o ex-parlamentar; declaração foi feita após temer ser indagado por repórteres sobre as ameaças feitas pelo ex-presidente da Câmara de que pode fechar um acordo de delação premiada; "Eu não digo nada sobre isso e desejo a maior felicidade para ele", respondeu

Brasília- DF 01-07-2015- Vice-Presidente Michel Temer, Eduarado Cunha, Renan Calheiros, Presidente do PT, Rui Falcão durante posse da presidente do PCdoB, Luciana Santos. Foto: Lula Marques/ Agência PT
Brasília- DF 01-07-2015- Vice-Presidente Michel Temer, Eduarado Cunha, Renan Calheiros, Presidente do PT, Rui Falcão durante posse da presidente do PCdoB, Luciana Santos. Foto: Lula Marques/ Agência PT (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Michel Temer, que foi acusado pelo ex-aliado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) de não ter dito a verdade em relação ao esquema de corrupção investigado pela Lava Jato, disse desejar "a maior felicidade" para o ex-parlamentar. Declaraçõ foi feita após temer ser indagado por repórteres sobre as ameaças feitas pelo ex-presidente da Câmara de que pode fechar um acordo de delação premiada. "Eu não digo nada sobre isso e desejo a maior felicidade para ele", respondeu laconicamente.

Por meio de uma carta, Cunha afirmou que Temer "se equivocou nos detalhes" e que o encontro onde um ex-executivo da Odebrech afirmou ter negociado o pagamento de propina no valor de US$ 40 milhões para campanhas eleitorais do PMDB teria sido agendado pelo próprio Temer.

Temer reconhece que participou da reunião, mas nega ter discutido valores o feito algum tipo de acordo ilegal. Ele também diz que não foi o responsável pelo agendamento do encontro.

Na carta, Cunha também diz que a abertura do processo de impeachment contra presidente deposta Dilma Rousseff foi discutida previamente com Temer.

 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247