Tereza Campello rebate 'estudo de Twitter' de Bolsonaro sobre Bolsa Família

Ex-ministra do Desenvolvimento Social responde o suposto estudo citado por Bolsonaro sobre crianças de 0 a 3 anos filhas de beneficiários do Bolsa Família, que apontou que elas teriam desenvolvimento intelectual mais lento; "Temos farta evidência científica provando o contrário: o Bolsa Família reduz em 58% da mortalidade infantil causada por desnutrição e isto tem impacto do desenvolvimento integral desta criança", afirma "

Tereza Campello rebate 'estudo de Twitter' de Bolsonaro sobre Bolsa Família
Tereza Campello rebate 'estudo de Twitter' de Bolsonaro sobre Bolsa Família (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Ex-ministra do Desenvolvimento Social do governo Dilma Rousseff e uma das coordenadores do programa Bolsa Família, Tereza Campello rebateu o suposto estudo citado pelo presidente Jair Bolsonaro em uma live com seu filho, Eduardo Bolsonaro, na segunda-feira. Na transmissão feita nas redes sociais, ele diz que o estudo do Ministério da Cidadania apontou que crianças de 0 a 3 anos filhas de beneficiários do Bolsa Família teriam desenvolvimento intelectual 1/3 mais lento.

"Temos farta evidência científica provando o contrário: o Bolsa Família reduz em 58% da mortalidade infantil causada por desnutrição e isto tem impacto do desenvolvimento integral desta criança", rebateu Tereza. Ela também desafia algum "cientista brasileiro a assinar este 'estudo de twitter' que responsabiliza o Bolsa Família pelo baixo desenvolvimento intelectual das crianças". A mensagem foi postada em sua página no Facebook. Leia a íntegra:

Tereza Campello
Ex-ministra do Desenvolvimento Social

O presidente Jair Bolsonaro ataca de forma covarde as crianças pobres de 0 a 3 anos: "começa errado lá atrás".

Segundo ele, elas "começaram errado" porque os pais recebem o Bolsa Família e que a consequência é que teriam o desenvolvimento intelectual comprometido.

Temos farta evidência científica provando o contrário: o Bolsa Família reduz em 58% da mortalidade infantil causada por desnutrição e isto tem impacto do desenvolvimento integral desta criança.

Desafio um cientista brasileiro a assinar este "estudo de twitter" que responsabiliza o Bolsa Família pelo baixo desenvolvimento intelectual das crianças, e ateste a obtusa conclusão do Presidente Bolsonaro num luxuoso quarto de hotel: "estas crianças não terão condições de no futuro fazer uma boa escola, uma boa universidade e ser um bom profissional".

Nós acreditamos exatamente no oposto: O Bolsa Família deve ser só o começo, tem que ter educação infantil de 0 a 4 anos, e educação de qualidade pública e gratuita.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247