TRF-4 nega pedido da defesa e mantém pena contra Dirceu

Na votação do TRF-4, o desembargador Victor dos Santos Laus, acatou o argumento da defesa pela redução da pena, sustentando que Dirceu cometera apenas um crime de lavagem de dinheiro; no entanto, o relator do processo, desembargador João Pedro Gebran Neto, defendeu que foram cometidos 118 crimes

TRF-4 nega pedido da defesa e mantém pena contra Dirceu
TRF-4 nega pedido da defesa e mantém pena contra Dirceu

247 - O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) negou o pedido da defesa do ex-ministro José Dirceu de redução da pena no processo que trata de um suposto recebimento de propina provenientes de contratos da Petrobras com a empresa Apolo Tubulars.

Dirceu foi condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro a 8 anos, 10 meses e 28 dias de prisão. A votação não foi unânime. O desembargador Victor dos Santos Laus, acatou o argumento da defesa pela redução da pena, apontando que Dirceu cometera apenas um crime de lavagem de dinheiro.

No entanto, o relator do processo, desembargador João Pedro Gebran Neto, defendeu que foram cometidos 118 crimes. 

Laus decidiu por uma pena de 5 anos, 4 meses e 5 dias enquanto Gebran Neto, que sustentou os 118 crimes,  optou por 8 anos, 10 meses e 28 dias. A informação é da Folha de S. Paulo.

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247