Universidade dos EUA diz que desmatamento na Amazônia é o dobro do registrado pelo Inpe

Estudo feito por pesquisadores da Universidade de Oklahoma aponta que a Amazônia foi desmatada em 400 mil km² , mais do que o dobro do que foi registrado pelo Inpe e que Jair Bolsonaro disse ser mentira

Enquanto Bolsonaro perdoa ruralistas, desmatamento na Amazônia cresce 100%
Enquanto Bolsonaro perdoa ruralistas, desmatamento na Amazônia cresce 100%

247 - De acordo com estudo de uma equipe de pesquisadores da Universidade de Oklahoma, nos Estados Unidos, a Amazônia perdeu mais de uma Alemanha em área de floresta entre 2000 e 2017. São cerca de 400 mil km² a menos de área verde.

O resultado é mais que o dobro da área de 180 mil km² registrada no mesmo período pelo sistema de monitoramento de desmatamento anual adotado pelo Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, o Programa de Monitoramento da Floresta Amazônica Brasileira por Satélite (Prodes).

Jair Bolsonaro acusou o Instituto brasileiro de não divulgar a verdade, criando uma crise que levou a saída do diretor Ricardo Galvão.

De acordo com estudo, que foi publicado na revista científica Nature Sustainability, o conceito de floresta desmatada e a qualidade das imagens analisadas pelo satélite utilizado na nova pesquisa, com menos interferência de nuvens e sombras, são apontados como fatores para a discrepância nos resultados.

Confira a íntegra da reportagem no site da BBC Brasil.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247