Vazamentos podem ser usados contra Moro e Dallagnol

O ex-juiz Sérgio Moro e o procurador do Ministério Público Federal, Deltan Dallagnol, consideram que as provas contra eles foram obtidas de maneira ilegal pelo Intercept; mas essas provas poderiam ser usadas contra ambos, se as chamadas "10 Medidas"que defendem tivessem sido aprovadas pelo Congresso Nacional

Vazamentos podem ser usados contra Moro e Dallagnol
Vazamentos podem ser usados contra Moro e Dallagnol (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ex-juiz Sérgio Moro, hoje ministro do governo de extrema-direita de Bolsonaro, e o procurador do Ministério Público Federal, Deltan Dallagnol, consideram que as provas contra eles foram obtidas de maneira ilegal pelo Intercept.

O ex-juiz e o procurador mantiveram conversas em que revelam a manipulação do processo que levou à condenação do ex-presidente Lula no caso do tríplex. Mas essas provas poderiam ser usadas contra ambos, se as chamadas "10 Medidas"que defendem tivessem sido aprovadas pelo Congresso Nacional.

"Moro e Dallagnol defendem há pelo menos cinco anos a transformação das '10 medidas' em lei. Hoje, no entanto, pontos previstos no polêmico projeto endossado pela dupla poderiam ser usados contra eles próprios, segundo especialistas, em meio ao turbilhão causado pela divulgação de conversas atribuídas a promotores e o atual ministro da Justiça e Segurança Pública pelo site The Intercept Brasil no domingo" - é o que aponta reportagem publicada no UOL .

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247