Viagens de Lula são patrocinadas por empreiteiras

Na última terça-feira, ex-presidente iniciou novo tour pela África, começando pela Nigéria e pago por Odebrecht, OAS e Camargo Corrêa; Instituto Lula diz que o objetivo das empresas é consolidar a "imagem e os interesses da nação brasileira"; construtoras negam que haja qualquer tipo de lobby por obras no exterior

Viagens de Lula são patrocinadas por empreiteiras
Viagens de Lula são patrocinadas por empreiteiras (Foto: STUCKERT)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O ex-presidente Lula teve quase a metade de suas viagens internacionais patrocinadas feitas por grandes empreiteiras.

O Instituto Lula confirmou que as empresas bancam as viagens, mas disse que o objetivo delas é consolidar a "imagem e os interesses da nação brasileira" e não usar Lula como garoto-propaganda para negócios nas regiões.

Paulo Okamotto, presidente da ONG do petista, diz que Lula "recebe com frequência dezenas de convites para explicar o êxito econômico e social do seu governo e opinar sobre temas regionais e globais".

Segundo a Folha, um telegrama diplomático de novembro do ano passado, enviado ao Itamaraty pela embaixada do Brasil em Moçambique após uma visita de Lula, diz que ele ajudou empresas brasileiras a vencer resistências locais ao "associar seu prestígio" a elas.

Desde 2011, Lula visitou 30 países, dos quais 20 ficam na África e América Latina. As empreiteiras pagaram 13 dessas viagens. Na última terça-feira, Lula iniciou novo giro africano, começando pela Nigéria, e patrocinado por Odebrecht, OAS e Camargo.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email