Vídeo mostra perseguição racista de seguranças na rede Assaí Atacadista, do Grupo Pão de Açúcar

O jovem Yagoh Jesus denunciou perseguição de seguranças pelos corredores da rede Assaí, do Grupo Pão de Açúcar, no Rio de Janeiro. Ação ocorre meses após o espancamento e morte de Beto por seguranças do Carrefour em Porto Alegre

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O jovem Yagoh Jesus, que é negro, usou suas redes sociais nesta quinta-feira (14) para denunciar perseguição explícita por seguranças pelos corredores da rede atacadista de supermercados Assaí, pertecente ao Grupo Pão de Açúcar (GPA), no Rio de Janeiro.

Yagoh Jesus diz no vídeo que ele e seus amigos são perseguidos no local. “Estão atrás de mim, do Messias e do Caio, agora estão disfarçando”. 

As imagens mostram seguranças transitando próximos aos jovens e observando suas movimentações. Nas redes sociais, diversos internautas apontaram que também foram alvo de discriminação em locais públicos por serem negros.

A deenúncia do jovem explicita o racismo estutural no Brasil: No dia 20 de novembro de 2020, João Alberto Silveira Freitas, que também era negro, foi espancado até a morte no supermercado Carrefour em Porto Alegre. 

Veja: 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247