Viúvas de Doria tentam inflar o balão Huck

O fim prematuro da candidatura do prefeito João Doria, que se afogou na sua farinata e nas viagens inúteis, levou a direita brasileira a apostar suas fichas no apresentador global Luciano Huck, que tentará se vender como o novo "novo"; a dificuldade será desvencilhar Huck de suas velhas amizades com personagens como o senador Aécio Neves, o ex-governador Sergio Cabral, e os empresários Eike Batista e Joesley Batista – todos encrencados na Justiça

O fim prematuro da candidatura do prefeito João Doria, que se afogou na sua farinata e nas viagens inúteis, levou a direita brasileira a apostar suas fichas no apresentador global Luciano Huck, que tentará se vender como o novo "novo"; a dificuldade será desvencilhar Huck de suas velhas amizades com personagens como o senador Aécio Neves, o ex-governador Sergio Cabral, e os empresários Eike Batista e Joesley Batista – todos encrencados na Justiça
O fim prematuro da candidatura do prefeito João Doria, que se afogou na sua farinata e nas viagens inúteis, levou a direita brasileira a apostar suas fichas no apresentador global Luciano Huck, que tentará se vender como o novo "novo"; a dificuldade será desvencilhar Huck de suas velhas amizades com personagens como o senador Aécio Neves, o ex-governador Sergio Cabral, e os empresários Eike Batista e Joesley Batista – todos encrencados na Justiça (Foto: Giuliana Miranda)

247 - Diante do evidente naufrágio da candidatura de João Doria à Presidência em 2018, após polêmicas envolvendo a tentativa de dar uma ração ultraprocessada para os pobres e uma série de viagens nacionais e internacionais com nenhuma utilidade, a direita tupiniquim agora volta suas atenções ao apresentador Luciano Huck. 

Segundo a coluna Painel, da Folha de S.Paulo, na última semana, o apresentador tornou-se assunto central em conversas de grandes investidores e analistas do mercado. Ele é visto como a alternativa mais palatável entre os outsiders. Representaria o pensamento liberal para a economia, sem conservadorismo nos costumes. No mundo político, movimento semelhante. Pesquisas que chegaram a ele e a partidos indicam forte potencial de voto no Nordeste.

Responsável pelo plano econômico de Aécio Neves na eleição de 2014, o ex-presidente do Banco Central Armínio Fraga faz a vezes de cicerone. 

O assédio do PIB a Huck virou motivo de gracejo entre analistas do mercado financeiro. Os empresários que estimulam sua candidatura têm sido chamados de “viúvas de Doria”.

O global, no entanto, deverá ter trabalho para explicar sua amizade com figuras para lá de enroladas com a Justiça, como o senador Aécio Neves, o ex-governador Sergio Cabral, e os empresários Eike Batista e Joesley Batista.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247