Weintraub ataca manifestantes no Pará

O ministro Abraham Weintraub se envolveu em uma discussão com ativistas em Alter do Chão (PA), onde passa férias com a família; ele foi abordado por integrantes do Engajamundo, uma rede de jovens organizados pelo Brasil; o grupo entregou a ele uma kafta, referência o erro tosco cometido pelo ministro, em que chamou o escritor tcheco pelo nome de uma iguaria árabe

(Foto: Divulgação)

247 - O ministro Abraham Weintraub se envolveu em uma discussão com ativistas em Alter do Chão (PA), onde passa férias com a família. Ele foi abordado por integrantes do Engajamundo, uma rede de jovens organizados pelo Brasil. O grupo entregou a ele uma kafta, referência o erro tosco cometido pelo ministro, em que chamou o escritor tcheco pelo nome de uma iguaria árabe.

A reportagem do jornal Folha de S. Paulo destaca que "o cartaz que uma manifestante segurava fazia referência também a outras polêmicas envolvendo Weintraub, como o anúncio de corte de verbas de três universidades por "balbúrdia" e a tentativa do ministro de explicar com chocolates o contingenciamento estendido a todas as federais."

A matéria descreve o episódio: "Weintraub reagiu. Pegou o microfone de músicos que faziam uma apresentação no local e disse que estava de férias com a família. Depois, disparou críticas contra o PT. O ministro chegou a pegar a filha no colo para devolver a hostilidade dos ativistas. 'Aqui ó, corajoso', gritava, apontando para a menina em seus braços. O ativista, um indígena, respondeu: 'Eu também tenho filhos'. O ministro retrucou dizendo que não ia 'à sua casa, enquanto você está comendo', mas foi interrompido. 'Você está na minha casa'."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247