Weintraub é condenado por dizer que universidades públicas plantam maconha

A União Federal foi condenada a pagar uma indenização de R$ 50 mil em virtude de uma fala do ex-ministro Abraham Weintraub. Ele afirmou que as faculdades públicas brasileiras têm "extensivas plantações de maconha" e que fabricam drogas sintéticas

Ex-ministro Abraham Weintraub
Ex-ministro Abraham Weintraub (Foto: twitter-abraham-weintraub)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Uma fala do ex-ministro Abraham Weintraub gerou um prejuízo de R$ 50 mil para a União. Ele havia dito que as faculdades públicas brasileiras têm "extensivas plantações de maconha" e que fabricam drogas sintéticas. "A vítima foi a coletividade dos estudantes", afirmou juíza. 

A reportagem do portal Uol destaca que “a ação coletiva foi movida pela UNE (União Nacional dos Estudantes). A juíza Silvia Figueiredo Marques ressaltou o "viés ideológico do ex-ministro" e afirmou que Weintraub não apresentou provas de suas acusações: "A vítima foi a coletividade dos estudantes".

A magistrada ainda escreveu: “o Ministro não expressou simplesmente preocupação com o consumo e tráfico de drogas nas universidades, ele foi além e atingiu indiscriminadamente a dignidade e ética de toda a comunidade docente e discente das instituições.”

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247