Zanin: está provado que ação dos EUA na Lava Jato não era teoria da conspiração

247 - Um dos responsáveis pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o advogado Cristiano Zanin Martins reforçou que houve uma cooperação ilegal da Lava Jato com os Estados Unidos, após reportagem do The Intercept Brasil revelar a realização de diligências entre membros da operação e do FBI fora dos parâmetros legais.

"Essa reportagem de hoje da Vaza Jato mostra que a 'teoria da conspiração' que apresentamos desde 2016 sobre a cooperação 'informal' dos EUA para construir casos no Brasil, usar o FCPA para 'entrar' em empresas brasileiras, etc estava absolutamente correta", escreveu o defensor no Twitter.

De acordo com a Vaza Jato, uma das consequências da relação promíscua entre o FBI e o Ministério Público Federal no Paraná foi acelerar a destruição da Odebrecht, uma das principais construtoras do País.

Outro detalhe é que o procurador e coordenador da força-tarefa da Lava Jato, Deltan Dallagnol, admitiu que a Polícia Federal preferia tratar diretamente com os norte-americanos um pedido de extradição de um suspeito da operação em vez de seguir as vias legais, ou seja, sem passar pela Procuradoria-Geral da República nem pelo ministério da Justiça.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para contato@brasil247.com.br

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter.