Apesar de queda no país, mortes por Covid-19 disparam em 4 estados

O maior avanço foi verificado em Sergipe, que teve alta de 72,7% em 14 dias

19/11/2020
REUTERS/Diego Vara
19/11/2020 REUTERS/Diego Vara (Foto: Diego Vara/Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News

Metrópoles - A média móvel de mortes por Covid-19 no Brasil está no menor nível desde 30 de dezembro do ano passado, com queda de quase 20% em duas semanas, mas a situação é ruim em quatro estados brasileiros. Apesar de a maioria estar com quedas semelhantes ou até maiores do que a nacional, os indicadores de Acre, Paraíba, Rio de Janeiro e Sergipe registram alta expressiva.

Em todos eles, a média móvel de óbitos causados pela doença na última semana está em crescimento, com altas superiores a 15% em relação ao verificado há 14 dias para cada local. Os cálculos são do (M)Dados, núcleo de análise de grande volume de informações do Metrópoles, com base em informações do Ministério da Saúde.

Devido ao tempo de incubação do novo coronavírus, adotou-se a recomendação de especialistas para que a média móvel do dia seja comparada à de duas semanas atrás. Variações positivas ou negativas de até 15% na quantidade de mortes ou de casos não são significativas em relação à evolução da pandemia. Percentuais acima ou abaixo devem ser encarados como tendência de crescimento ou de queda.

PUBLICIDADE

O maior avanço foi verificado em Sergipe, que teve alta de 72,7% em 14 dias. No Rio de Janeiro, o crescimento chegou a 28,4%. No Acre, foi de 25%. Na Paraíba, a elevação bateu em 18,2%. O DF quase entrou na lista, com aumento de 12,2% na mesma comparação, ficando, assim, perto do limite superior do que se configura como estabilidade.

Leia a íntegra da matéria no portal Metrópoles

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email