Confinamento e aulas suspensas evitaram 3,1 milhões de mortes na Europa, calcula estudo

Os pesquisadores estimaram reduções na transmissão da Covid-19 com base em dados combinados de 11 países europeus, do início da pandemia no continente até 4 de maio de 2020

(Foto: REUTERS/Guglielmo Mangiapane)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Cientistas de cinco centros de estudo britânicos e um americano afirmaram que as quarentenas, os confinamentos e a suspensão de aulas evitaram mais de 3 milhões de mortes na Europa por coronavírus. O estudo foi publicado nesta segunda (8) na edição online da revista Nature. Os pesquisadores estimaram reduções na transmissão da Covid-19 com base em dados combinados de 11 países europeus, do início da pandemia no continente até 4 de maio de 2020. O objetivo do estudo foi medir a eficácia das intervenções para indicar sua utilidade em emergências futuras, porque elas têm impactos econômicos e sociais.

O número foi comparado a uma previsão estatística de quantas mortes teriam ocorrido se o contágio tivesse seguido seu curso normal. Os cálculos apontaram que, em 4 de maio, entre 12 milhões e 15 milhões de indivíduos nesses países haviam sido diagnosticados com o coronavírus, o equivalente de 3,2% a 4% da população dos países estudados (Áustria, Alemanha, Bélgica, Dinamarca, Espanha, França, Itália, Noruega, Reino Unido, Suíça e Suécia). 

O trabalho partiu da premissa de que a taxa inicial de contágio do patógeno (Ro) é de 3,8, ou seja, cada infectado transmite o coronavírus em média para outras 3,8, fazendo o número de contaminados quase quadruplicar.

Sem as medidas de distanciamento físico e redução de mobilidade, o contágio teria levado a um número de mortes entre 14,8 milhões e 18,5 milhões. A taxa de contágio foi reduzida para abaixo de 1 (queda de 82% na média).

"A taxa de transmissão diminuiu de níveis altos para níveis sob controle em todos os países europeus que estudamos", diz Samir Bhatt, do centro de análise epidemiológica do Imperial College. 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247