Coronavírus causa danos neurológicos, dizem pesquisadores

Mais de 300 estudos de todo o mundo descobriram uma prevalência de anormalidades neurológicas em pacientes infectados pelo coronavírus

Um parente interage com um paciente de 76 anos, que foi infectado pelo coronavírus
Um parente interage com um paciente de 76 anos, que foi infectado pelo coronavírus (Foto: REUTERS/Ivan Alvarado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

 247 - Mais de 300 estudos de todo o mundo descobriram uma prevalência de anormalidades neurológicas em pacientes infectados pelo coronavírus, seja com sintomas leves, como dores de cabeça, perda de olfato (anosmia) e sensações de formigamento, ou graves, como afasia (incapacidade de falar), derrames e convulsões. Pesquisadores estimaram que aproximadamente 50% dos pacientes diagnosticados com a doença tiveram problemas neurológicos. A informação foi publicada em reportagem da BBC.

"Ainda não sabemos se a encefalopatia é mais grave com a covid-19 do que com outros vírus, mas posso dizer que temos visto bastante disso", afirmou a neurologista Elissa Fory, da Fundação Henry Ford, nos Estados Unidos.

"À medida que o número de casos aumenta, você começará a ver não apenas as manifestações comuns da doença, mas também as incomuns — e as vemos de uma só vez, o que não é algo com que qualquer um de nós se deparou em nossas vidas", acrescentou. 

De acordo com a plataforma Worldometers, que disponibiliza dados em nível global sobre as estatísticas do coronavírus, são 9,5 milhões de infectados no mundo atualmente. A doença também deixou 485 mil óbitos.

O Brasil é o segundo País com o maior número de confirmações (1,1 milhão) e de mortes (53,8 mil), atrás apenas dos Estados Unidos, com 2,4 milhões de casos e 124 mil mortes. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247