Covid-19: São Paulo vai colocar ossadas em contêineres para liberar mais vagas em cemitérios

Com alta de mortes em razão da pandemia, prefeitura comprou 12 equipamentos para enfrentar a falta de espaço

Marcos Vinicius Andrade da Silva, 26, ajuda a carregar no Cemitério de Inhauma o caixão de Valnir Mendes da Silva, 62, que morreu em uma calçada na favela Arará após dificuldades para respirar, em meio à pandemia do novo coronavírus. Rio de Janeiro, Brasil, 18/05/2020.
Marcos Vinicius Andrade da Silva, 26, ajuda a carregar no Cemitério de Inhauma o caixão de Valnir Mendes da Silva, 62, que morreu em uma calçada na favela Arará após dificuldades para respirar, em meio à pandemia do novo coronavírus. Rio de Janeiro, Brasil, 18/05/2020. (Foto: REUTERS/Ricardo Moraes)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Portal Forum  - A Prefeitura de São Paulo vai usar contêineres para armazenar ossadas e tentar solucionar a falta de espaço nos cemitérios causada pelas mortes por coronavírus. A gestão Bruno Covas (PSDB) comprou 12 equipamentos metálicos e prevê a entrega em até 15 dias.

Com a chegada dos contêineres, a prefeitura planeja aumentar o número de exumações e liberar quadras para novos enterros. A medida vai se apoiar em um decreto municipal que determina que a família tem que pedir a exumação em até três anos. Muitas famílias acabam não fazendo o pedido e a medida permitirá a remoção das ossadas após o prazo determinado.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247