Em 24 dias, 37 pacientes transferidos de Manaus morreram.Cenário de nova variante é nebuloso

A variante P.1. tem algumas mutações observadas também nas variantes de fora do país, que podem estar relacionadas a maior transmissibilidade e maior letalidade

Pandemia em Manaus (AM)
Pandemia em Manaus (AM) (Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Desde o início da crise da falta de oxigênio hospitalar no Amazonas, 37 pacientes transferidos de Manaus morreram em hospitais de outros estados. Reportagem do jornal Folha de S.Paulo indica um cenário de apagão de informações sobre infecções pela nova variante do coronavírus identificada no Amazonas e sua distribuição no país.

Segundo a reportagem, a variante P.1. tem algumas mutações observadas também nas variantes de fora do país, que podem estar relacionadas a maior transmissibilidade e maior letalidade.Médicos e gestores, porém, ainda não sabem o resultado dos sequenciamentos genéticos quase um mês após as primeiras transferências para outras partes do país.  

Epidemiologista alerta que com o surgimento de novas variantes do coronavírus,  vacinas podem deixar de ser efetivas, o que exige maior celeridade na vacinação. Até o momento, segundo consórcio de imprensa criado para levantar número de vacinados no país, já foram aplicadas pouco mais de 3,8 milhões de doses no Brasil, o que representa apenas 1,79% da população.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email