Maior pronto-socorro de Manaus fecha as portas e familiares são orientados a levar o próprio oxigênio

O maior pronto-socorro de Manaus, Hospital 28 de Agosto, está com todos os leitos de UTI lotados e teve de acionar a Polícia Militar para evitar tumulto na entrada. Segundo um médico do hospital, "os pacientes ficarão com sequelas pois permanecerão por muito tempo com fluxo baixo de oxigênio”

Caos em Manaus
Caos em Manaus (Foto: Reuters | Mario Oliveira/SEMCOM/Manaus)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O maior pronto-socorro de Manaus, Hospital 28 de Agosto, fechou as portas e teve de acionar a Polícia Militar para evitar tumulto na entrada, diante do caos sanitário que vive o estado do Amazonas. 

Segundo o portal Terra, familiares de pacientes estão sendo orientados a levar o próprio oxigênio para evitar a morte por asfixia do parente internado.

"Há pessoas morrendo na maca da ambulância porque não tem como entrar no hospital. Estamos aqui para atender e sofremos também", disse o médico José Francisco dos Santos. 

"A Polícia Militar está em frente à maioria dos hospitais para tentar manter a ordem e evitar a invasão. Estão achando que é o médico que não está deixando entrar. Não é verdade. O médico está lá dentro tentando manter os pacientes vivos. A má gestão da saúde do Estado é que deixou chegar a esse ponto", acrescentou.

"Temos pedidos de cirurgia de urgência para pacientes que complicaram por covid. Mas temos que esperar o oxigênio chegar para poder botar o paciente na sala. O oxigênio é fundamental para manter um hospital em funcionamento."

"Os pacientes ficarão com sequelas pois permanecerão por muito tempo com fluxo baixo de oxigênio. Continuamos em pé de guerra."

Todos os 52 leitos de UTI do pronto-socorro estão ocupados.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email