Médicos acusam operadora de saúde de dispensar por não prescrever cloroquina

""A partir de hoje, todos os pacientes irão sair com a medicação da hidroxicloroquina", escreveu o coordenador da operadora Hapvida em um grupo de médicos

Agente de saúde segura comprimido de cloroquina
Agente de saúde segura comprimido de cloroquina (Foto: REUTERS/Diego Vara)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Por meio de mensagens de WhatsApp, médicos que prestaram serviços à operadora Hapvida, no interior de São Paulo, eram pressionados a prescrever hidroxicloroquina em casos de covid-19, e aqueles que não seguiam a determinação foram dispensados pela empresa.

A informação é da reportagem da BBC Brasil que teve acesso mensagem foi compartilhada no fim de julho em grupos de WhatsApp de médicos que prestam serviços à empresa, uma das maiores da área de saúde privada do país.

O medicamento não tem eficácia comprovada no tratamento da Covid-19. "Reforço a importância do uso da hidroxicloroquina", escreveu um dos coordenadores da operadora Hapvida no grupo de mensagens.

"Estamos revisando os prontuários diariamente, estamos vendo que alguns colegas não estão prescrevendo", acrescentou o coordenador, que também é médico.

"A partir de hoje, TODOS os pacientes irão sair com a medicação da hidroxicloroquina (exceto os contraindicados)", reforçou o coordenador, afirmandi ainda que o remédio deve ser entregue até mesmo ao paciente que assinar um termo de recusa da medicação, "para caso, no futuro, mude de ideia".

Em outra mensagem, o mesmo coordenador afirma que os médicos que não concordarem com a prescrição da hidroxicloroquina podem ser substituídos nos plantões da Hapvida.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247