Mortes e internações batem recorde no Amazonas

Mortes no Amazonas chegam a 5,3 mil e número de infectados passa de 200 mil

Mortes por coronavírus no Amazonas
Mortes por coronavírus no Amazonas (Foto: Amazônia Real)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A capital amazonense, Manaus, bateu o recorde de internações diárias por Covid-19 neste domingo (3). Foram 159 novas hospitalizações, número mais alto registrado no estado desde o início da pandemia.

No interior do Amazonas foram mais quatro hospitalizações neste domingo, alcançando o número de 163 em todo o estado - o segundo maior registro desde o dia 4 de maio do ano passado.

Segundo a Fundação de Vigilância em Saúde, o número de mortes subiu neste domingo para 5.345, com mais 20 óbitos provocados pela doença. Do total, 18 mortes ocorreram nas últimas 24 horas e dois falecimentos foram registrados em dias anteriores, mas confirmados agora, informa o G1.

Foram registrados 546 novos casos, elevando para 202.413 o número de infectados em todo o Amazonas.

De acordo com o boletim da Fundação, há 963 pacientes internados, sendo 591 em leitos (195 na rede privada e 396 na rede pública), 341 em UTI (128 na rede privada e 213 na rede pública) e 31 em sala vermelha, estrutura voltada à assistência temporária para estabilização de pacientes críticos/graves para posterior encaminhamento a outros pontos da rede de atenção à saúde.

Dos 202.413 casos confirmados no Amazonas até este domingo (03/01), 83.186 são de Manaus (41,10%) e 119.227 do interior do estado (58,90%). Além da capital, os 61 municípios têm casos confirmados   

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email