Número diário de mortes por coronavírus deve aumentar em outubro e novembro, afirma diretor da OMS

O diretor europeu da OMS, Hans Kluge, afirmou que o enfrentamento ao coronavírus será "mais difícil em outubro e novembro". O dirigente destacou que a vacina não vai pôr fim à pandemia

Hans Kluge
Hans Kluge (Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O diretor europeu da Organização Mundial da Saúde (OMS), Hans Kluge, afirmou que o enfrentamento à pandemia do coronavírus será "mais difícil em outubro e novembro". "Neste momento, os países não querem escutar este tipo de má notícia e eu entendo", afirmou ele à agência AFP em um momento no qual a Europa registra aumento de casos de covid-19. A taxa de mortalidade se mantém estável.

O dirigente destacou que a vacina não vai pôr fim à pandemia. "Ouço o tempo todo que 'a vacina vai ser o fim da epidemia'. Claro que não!", disse. "Nem sequer sabemos se a vacina vai ser eficaz para todos os setores da população. Recebemos alguns sinais de que será eficaz para alguns, mas não para outros", complementou.

De acordo com o diretor, "se tivermos que encomendar vacinas diferentes será um pesadelo logístico". "O fim desta pandemia acontecerá no momento em que, como comunidade, teremos aprendido a viver com ela. E isso depende de nós. É uma mensagem muito positiva", continuou. 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247