OMS pede às farmacêuticas que compartilhem capacidade de produção de vacinas

Diretor geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus pediu às farmacêuticas para compartilhar sua infraestrutura de fabricação, para ajudar a aumentar a produção de vacinas contra Covid-19

Tedros Adhanom Ghebreyesus
Tedros Adhanom Ghebreyesus (Foto: Christopher Black/WHO/Handout via REUTERS)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik - O diretor geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, pediu às farmacêuticas nesta sexta-feira (5) para compartilhar sua infraestrutura de fabricação, para ajudar a aumentar a produção de vacinas contra Covid-19.

"Também precisamos de um aumento maciço na fabricação. Aplaudimos os fabricantes que se comprometeram, por exemplo, a vender suas vacinas a preço de custo. Mas os fabricantes podem fazer mais", disse Tedros em uma coletiva de imprensa online em Genebra.

Tedros disse que quase 130 países com uma população combinada de 2,5 bilhões de pessoas ainda não administraram uma única dose da vacina e repetiu seu apelo para que as nações ricas compartilhem as doses com os países mais pobres, uma vez que tenham vacinado a saúde trabalhadores e idosos, segundo noticiou a Reuters.

"Mas também precisamos de um aumento massivo na produção. Na semana passada, a Sanofi anunciou que disponibilizaria sua infraestrutura de fabricação para apoiar a produção da vacina Pfizer/BioNTech. Convocamos outras empresas a seguir este exemplo", disse o diretor-geral da OMS.

A farmacêutica francesa Sanofi informou que vai encher e embalar milhões de doses da vacina da Pfizer a partir de julho, com o objetivo de ajudar a fornecer mais de 100 milhões de doses este ano a partir de sua fábrica na Alemanha para atender à enorme demanda.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email