Pesquisa aponta que coronavírus pode afetar sistema reprodutivo masculino

De acordo com pesquisa da Faculdade de Medicina da USP, o novo coronavírus afeta o sistema reprodutivo de homens. Especialista avaliam que pacientes na fase aguda da doença tem alterações nas funções e qualidades de espermatozoides

Pessoas com máscaras de proteção contra o coronavírus em região comercial de São Paulo (SP)
Pessoas com máscaras de proteção contra o coronavírus em região comercial de São Paulo (SP) (Foto: REUTERS/Amanda Perobelli)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Revista Fórum - Pesquisa conduzida pela Faculdade de Medicina da USP (FMUSP) com pacientes com Covid-19 do sexo masculino constatou que o novo coronavírus afeta o sistema reprodutivo de homens. O resultado do estudo pode ajudar na descoberta sobre o impacto da doença no sistema reprodutivo e sexual masculino.

Segundo o professor Jorge Hallak, da FMUSP e do Grupo de Estudo em Saúde Masculina do Instituto de Estudos Avançados (IEA), foram avaliados pacientes que estavam na fase aguda da doença. O objetivo era tentar identificar o vírus no sêmen ejaculado. As amostras eram coletadas via masturbação.

Hallak contou ao Jornal da USP que uma das evidências obtidas no estudo é que o Sars-cov-2 tem uma estrutura que afeta o testículo e o epidídimo (ducto que coleta e armazena os espermatozoides). O grupo conseguiu identificar, durante o estudo, que uma “porcentagem significativa de contaminados pelo Sars-cov-2 assintomáticos tiveram uma inflamação importante no epidídimo”.

O grupo observou ainda alterações das funções dos espermatozoides de maneira moderada, inclusive na qualidade deles. “Mas ainda não existe evidência de que o vírus possa deixar o indivíduo infértil”, disse Hallak.

Confira a reportagem completa na Revista Fórum.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247