Pesquisadores descobrem nova cepa do coronavírus na Finlândia

Variação do vírus compartilha mutações das versões sul-africana e britânica e não é detectada pelo teste RT-PCR

O estudo foi feito no laboratório do estado do Espírito Santo
O estudo foi feito no laboratório do estado do Espírito Santo (Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Glaucia Chaves, Metrópoles - Cientistas finlandeses afirmaram nesta segunda-feira (22/2) que detectaram uma nova cepa do coronavírus no país. Apenas um caso desta mutação mais recente do Sars-CoV-2, temporariamente chamada de Fin-796H, foi detectado até agora. De acordo com os especialistas dos laboratórios Vita e do Instituto de Biotecnologia da Universidade de Helsinque, a cepa teria algumas mutações em comum com as variantes encontradas no Reino Unido e na África do Sul.

Autoridades de saúde da Finlândia acreditam ser “improvável” que a nova versão do vírus tenha surgido no país, já que o local apresenta taxa de infecção inferior ao restante do mundo. Até agora, a nação escandinava registrou apenas 54.132 casos e 733 mortes desde o início da pandemia. Para efeito de comparação, o Brasil registra atualmente 10.168.174 casos e 246.504 mortes, de acordo com dados da Universidade Johns Hopkins.

Apesar de compartilhar mutações das variantes britânica e sul-africana, a combinação finlandesa seria “única”, de acordo com os pesquisadores. Os especialistas ainda não divulgaram detalhes a respeito das mutações da nova cepa, mas afirmaram que, até aqui, ela não pode ser considerada mais infecciosa ou resistente ao sistema imunológico humano.

Leia mais no Metrópoles.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email