Pesquisadores venezuelanos anunciam descoberta de molécula capaz de inibir o coronavírus

Maduro anunciou que o tratamento estará disponível de graça para a população venezuelana

(Foto: REUTERS/Carl Recine)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Brasil de Fato - Pesquisadores do Instituto Venezuelano de Investigação Científica (IVIC) anunciaram, no último domingo (25), a descoberta da molécula DR10, que "é capaz de inibir 100% a ação do vírus sars-cov2" em estudo in vitro.

"Vamos estabelecer alianças internacionais para a produção massiva desta molécula e oferecer à escala mundial como uma cura para o vírus", declarou o presidente Nicolás Maduro ao anunciar a descoberta.

Os cientistas venezuelanos anunciaram que já possuem um relatório químico e biológico completo da molécula, que estará à disposição de colaboradores científicos internacionais.   

A partícula, derivada do ácido fólico, foi extraída de uma planta usada também para combater a hepatite C, o ebola e o vírus do papiloma humano (HPV). Os testes já duram 6 meses e agora é preciso autorização da Organização Mundial da Saúde (OMS) para avançar para as novas etapas de provas.

De acordo com a ministra de Ciência e Tecnologia, Gabriela Jimenez as células contaminadas com o novo coronavírus foram expostas a diferentes concentrações da molécula DR10, quando se confirmou sua capacidade de inibir a reprodução do vírus que causa a covid-19.

A Venezuela é um dos países com melhores taxas de contenção da covid-19 na América Latina. De março até 25 de outubro, foram contabilizados 89.565 infectados, 94% já recuperados da doença e 773 falecidos, segundo dados oficiais.

Na busca por tratamentos alternativos à infecção gerada pelo novo coronavírus, além de aplicar o plasma sanguíneo de pacientes recuperados como forma de inibir o avanço da doença em pacientes em estado moderado, o governo bolivariano também começou a testar tratamento com ozônio.

No último domingo (25), o presidente Nicolás Maduro anunciou que esse tratamento será oferecido gratuitamente em todos os Centros de Diagnóstico Integral (CDI) do país.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247