Respiradores de baixo custo da UFPB têm licença aberta para empresas

Equipado com tecnologia wireless, visor touch-screen e sistema multibiométrico, os respiradores desenvolvidos pela UFPB tem custo de produção de R$ 400,00, enquanto o mercado cobra por modelos mais baratos o valor de R$ 15.000,00

www.brasil247.com -
(Foto: REUTERS / Stephane Mahe)


247 - A equipe de pesquisadores do Centro de Ciências Exatas e da Natureza (CCEN) e do Centro de Informática (CI) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), entregou em 48 horas a demanda da Agência UFPB de Inovação e Tecnologia de um modelo de ventilador pulmonar. A informação desta terça (14) é do portal UFPB.

O ventilador desenvolvido na UFPB é equipado com um sistema multibiométrico, apresenta conectividade wireless que possibilita o monitoramento em tempo real por meio de aplicativos em smartphones, e visor touch-screen acoplado ao seu corpo. 

O aparelho de rápida montagem e programação, de até 60 segundos, além de baixo custo, de aproximadamente R$ 400,00, mais barato do que o equivalente da Universidade de São Paulo, de R$ 1.500,00. Os respiradores do mercado têm preços mínimos de R$ 15.000,00. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O projeto tem licença aberta para os interessados em produzir o ventilador pulmonar. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email