Alessandro Vieira pede que CPI chame ex de Bolsonaro, Ana Cristina Valle, para depor

Ex-mulher de Bolsonaro, que comandava o esquema das rachadinhas nos gabinetes dos filhos, aparece em conversas com o suposto lobista da Precisa, Marconny Faria. Segundo a CPI, Ana Cristina chegou a interceder pela nomeação de aliados dele e está na mira do MP do Rio

www.brasil247.com -
(Foto: Roque de Sá/Agência Senado | Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) pediu para que a CPI da Covid chame para depor a advogada Ana Cristina Valle, ex-mulher de Jair Bolsonaro. Ela comandava o esquema de rachadinha nos gabinetes de Carlos e Flávio Bolsonaro antes de Fabrício Queiroz assumir a função.

Ana Cristina aparece em conversas com o suposto lobista da Precisa Marconny Faria, que faltou duas vezes à CPI, apesar de convocado, nesta semana. Ainda segundo a CPI, Ana Cristina chegou a interceder pela nomeação de aliados do lobista, além de estar na mira do Ministério Público do Rio de Janeiro.

“Considerando a existência de diálogos que apontam, em tese, para a atuação da senhora Ana Cristina Siqueira Valle, ex-esposa do presidente Bolsonaro, na intermediação de interesses de lobistas diante de autoridades públicas, apresentei à CPI o requerimento para sua convocação”, justificou o senador no Twitter.

PUBLICIDADE

O senador também afirmou em entrevista que o mais recente caso sobre envolvendo a família Bolsonaro deve contribuir para a insaturação de outra comissão de inquérito: a CPI da Rachadinha, que reúne 12 assinaturas até o momento. "Existem várias notícias que indicam essa atuação. Ou seja, funcionários fantasmas ou funcionários que trabalham numa carga reduzida, com repasse integral [de salários] para seus superiores", afirmou o parlamentar.

Nesta quinta-feira (3), reportagem de Guilherme Amado, do Metrópoles, trouxe entrevista com Marcelo Luiz Nogueira dos Santos, ex-funcionário da família Bolsonaro, que revelou detalhes sobre o esquema da rachadinha. Ele próprio devolvia 80% de seu salário à patroa, Ana Cristina, e era obrigado a morar com ela em sua mansão.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email