Barroso suspende quebras de sigilo de dois ex-assessores do Ministério da Saúde

Barroso atendeu os pedidos da defesa dos servidores Flávio Werneck, ex-assessor internacional na gestão Pazuello, e Camille Sachetti, ex-diretora do departamento de Ciência e Tecnologia

Luís Roberto Barroso
Luís Roberto Barroso (Foto: Roberto Jayme/ASCOM/TSE)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Luís Roberto Barroso suspendeu nesta segunda-feira (14) as quebras dos sigilos telefônicos e de mensagens aprovadas pela CPI da Covid no Senado para acessar os dados de dois servidores do Ministério da Saúde. 

Barroso atendeu os pedidos da defesa dos servidores Flávio Werneck, que foi assessor de Relações Internacionais do Ministério da Saúde na gestão do ex-ministro Eduardo Pazuello, e Camile Giaretta Sachetti, ex-diretora do departamento de Ciência e Tecnologia.

O ministro afirma que a quebra de sigilo nos dois casos não foi devidamente justificada. 

PUBLICIDADE

“Não identifico a indicação de situações concretas referentes aos impetrantes que justifiquem suspeitas fundadas da prática de atos ilícitos por eles. O fato de terem ocupado cargos relevantes no Ministério da Saúde no período da pandemia de Covid-19 não implica, por si só, que sua atuação tenha se revestido de ilicitude”, escreveu. 

Barroso destaca que os requerimentos aprovados pelos senadores não deixam claro como o acesso ao conteúdo de mensagens e a outros dados seria útil para verificar a omissão do governo federal no enfrentamento à pandemia. (Com informações do G1).

PUBLICIDADE

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE

Apoie o 247

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email