Bela Megale: CPI tem estratégia para chegar a Jair Bolsonaro e filhos

Investigação no Senado tem o caminho aberto para atingir a familícia

CPI da Covid / Jair Bolsonaro
CPI da Covid / Jair Bolsonaro (Foto: Agência Senado / PR)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - "As perguntas do relator da CPI da Covid, Renan Calheiros (MDB-AL) já dão a senha. Senadores da comissão traçaram uma estratégia para tentar chegar ao presidente Jair Bolsonaro e seus filhos, em especial o senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ), por meio das empresas envolvidas na investigação", escreve a colunista do Globo Bela Megale.

A jornalista destaca também que entraram na mira da CPI nomes próximos ao clã, como o do advogado Frederic Wassef. Os senadores suspeitam que Wassef e outras pessoas ligadas aos Bolsonaro podem ser o elo entre essas companhias e a família do titular do Palácio do Planalto.

"Hoje um dos principais focos da CPI é se debruçar sobre as quebras de sigilo da Precisa Medicamentos e das organizações sociais que atuam em hospitais do Rio de Janeiro. O objetivo é encontrar, em meio a esses dados, conexões com o clã Bolsonaro. Para isso, os senadores avaliam, inclusive, usar as duas semanas do recesso parlamentar para fazer diligências no Paraguai e no Rio de Janeiro".

PUBLICIDADE

"Os parlamentares também planejam pedir as quebras de sigilo de Wassef, advogado de Flávio Bolsonaro". 

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email