Senadores da oposição vão apostar nas brigas entre Pazuello e Wajngarten para quebrar silêncio de general na CPI

Estratégia dos parlamentares da oposição vai explorar pontos de conflito entre o ex-ministro Eduardo Pazuello e o ex-secretário de Comunicação Fábio Wajngarten, para forçar o general a quebrar o silêncio durante a CPI da Covid. Quando estavam no governo, Wajngarten chegou a pedir a cabeça de Pazuello por não agilizar a compra de vacinas

CPI da Covid no Senado
CPI da Covid no Senado (Foto: Abr | Edilson Rodrigues/Agência Senado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247- Os parlamentares acreditam que as brigas constantes entre o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello e o ex-secretário de Comunicação Fábio Wajngarten seja capaz de fazer o general quebrar o silêncio e trazer novos dados sobre a omissão de Jair Bolsonaro e seu governo na condução e controle da pandemia de Covid que matou quase 440 mil pessoas. 

A coluna de Bela Megale do jornal O Globo destaca que os senadores também esperam confrontar Pazuello sobre a atuação do marqueteiro Marcos Arnoud, contratado pelo general como seu assessor na pasta da Saúde, e um dos responsáveis por orientar as falas equivocadas e contraditórias sobre cloroquina e vacina, já que Around se intitula “master coach” e “hipnólogo”.

De acordo com a reportagem, uma das maiores desavenças entre Pazuello e Wajngarten foi quando o ex-secretário de Comunicação chegou a pedir a cabeça do general a Bolsonaro por não agilizar a compra de vacinas. Já Pazuello acusava  Wajngarten de fazer lobby e o criticava  por intermediar contatos entre a Pfizer e integrantes do Palácio do Planalto para tratar da compra do imunizante. 

PUBLICIDADE

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE

Apoie o 247

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email