“A periferia se calou, e isso tem um preço”, diz rapper Ice Blue

" A única coisa que não evolui no Brasil é a política. E o povo está cada vez mais desinteressado. É um momento delicado, o país deu uma volta para trás. A gente ainda não tem uma posição, uma análise sobre o que pode acontecer agora", afirma Ice Blue que, assim como os demais integrantes do Racionais MC's, se posicionou contra o golpe ao mandato da presidenta Dilma Rousseff; ele destaca o aumento da repressão policial como sintoma do momento do país; "Já começamos a sentir o reflexo de tudo o que está rolando na política. A repressão voltou à favela. Quem vai sentir isso vai ser a favela", destacou

" A única coisa que não evolui no Brasil é a política. E o povo está cada vez mais desinteressado. É um momento delicado, o país deu uma volta para trás. A gente ainda não tem uma posição, uma análise sobre o que pode acontecer agora", afirma Ice Blue que, assim como os demais integrantes do Racionais MC's, se posicionou contra o golpe ao mandato da presidenta Dilma Rousseff; ele destaca o aumento da repressão policial como sintoma do momento do país; "Já começamos a sentir o reflexo de tudo o que está rolando na política. A repressão voltou à favela. Quem vai sentir isso vai ser a favela", destacou
" A única coisa que não evolui no Brasil é a política. E o povo está cada vez mais desinteressado. É um momento delicado, o país deu uma volta para trás. A gente ainda não tem uma posição, uma análise sobre o que pode acontecer agora", afirma Ice Blue que, assim como os demais integrantes do Racionais MC's, se posicionou contra o golpe ao mandato da presidenta Dilma Rousseff; ele destaca o aumento da repressão policial como sintoma do momento do país; "Já começamos a sentir o reflexo de tudo o que está rolando na política. A repressão voltou à favela. Quem vai sentir isso vai ser a favela", destacou (Foto: Aquiles Lins)

Portal Vermelho - "A periferia se calou, e isso tem um preço. O silêncio vai custar caro. Muitas pessoas deixaram de votar, votaram nulo, não quiseram participar", enfatizou ele, se referindo ao alto índice de abstenção nas últimas eleições municipais.

Segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), somadas, as abstenções, nulos e brancos superaram o primeiro colocado em dez capitais: Porto Alegre (RS), Porto Velho (RO), Curitiba (PR), São Paulo (SP), Campo Grande (MS), Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), Cuiabá (MT), Aracaju (SE) e Belém (PA). em todo o país, o índice últrapassou 17%.

"Costumo dizer que tudo de alguma forma traz uma evolução. A única coisa que não evolui no Brasil é a política. E o povo está cada vez mais desinteressado. É um momento delicado, o país deu uma volta para trás. A gente ainda não tem uma posição, uma análise sobre o que pode acontecer agora", Afirma Ice Blue que, assim como os demais integrantes do grupo, se posicionou contra o golpe ao mandato da presidenta Dilma Rousseff.

Segundo Ice Blue, o principal sintoma de que vivemos um período de retrocesso é o aumento da repressão policial. "Nas últimas semanas, temos visto viaturas entrando na favela, dando tiro em inocentes. Já começamos a sentir o reflexo de tudo o que está rolando na política. A repressão voltou à favela. Quem vai sentir isso vai ser a favela", destacou.

Conheça a TV 247

Mais de Cultura

Ao vivo na TV 247 Youtube 247