Antonio Candido, um dos maiores críticos literários do país, morre aos 98

O escritor Antonio Candido, um dos maiores críticos literários do País, faleceu nesta sexta-feira, 11, em São Paulo, aos 98 anos; velório será realizado até às 17h, no Hospital Albert Einstein, no Morumbi, em São Paulo; Antonio Candido foi professor de Literatura na USP, autor de vários livros. Um dos mais reconhecido é a "Formação da Literatura Brasileira" (1959), na qual estuda os momentos decisivos da formação do sistema literário nacional; ao lado de outros intelectuais, como Sérgio Buarque de Holanda (1902-1982), participou da fundação do PT, em 1980

O escritor Antonio Candido, um dos maiores críticos literários do País, faleceu nesta sexta-feira, 11, em São Paulo, aos 98 anos; velório será realizado até às 17h, no Hospital Albert Einstein, no Morumbi, em São Paulo; Antonio Candido foi professor de Literatura na USP, autor de vários livros. Um dos mais reconhecido é a "Formação da Literatura Brasileira" (1959), na qual estuda os momentos decisivos da formação do sistema literário nacional; ao lado de outros intelectuais, como Sérgio Buarque de Holanda (1902-1982), participou da fundação do PT, em 1980
O escritor Antonio Candido, um dos maiores críticos literários do País, faleceu nesta sexta-feira, 11, em São Paulo, aos 98 anos; velório será realizado até às 17h, no Hospital Albert Einstein, no Morumbi, em São Paulo; Antonio Candido foi professor de Literatura na USP, autor de vários livros. Um dos mais reconhecido é a "Formação da Literatura Brasileira" (1959), na qual estuda os momentos decisivos da formação do sistema literário nacional; ao lado de outros intelectuais, como Sérgio Buarque de Holanda (1902-1982), participou da fundação do PT, em 1980 (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O escritor Antonio Candido, um dos maiores críticos literários do País, faleceu nesta sexta-feira, 11, em São Paulo, aos 98 anos. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas de São Paulo, que recebeu a notícia da filha do escritor.

O velório será realizado hoje das 9h às 17h, no Hospital Albert Einstein, no Morumbi, em São Paulo.

Antonio Candido foi professor de Literatura na USP, autor de vários livros. Um dos mais reconhecido é a "Formação da Literatura Brasileira" (1959), na qual estuda os momentos decisivos da formação do sistema literário nacional.

Ao lado de outros intelectuais, como Sérgio Buarque de Holanda (1902-1982), participou da fundação do PT, em 1980. Entre os prêmios que recebeu estão o Camões, em 1998, e o Prêmio Internacional Alfonso Reyes, no México, em 2005.

Candido foi casado com Gilda de Mello e Souza, professora de Estética no Departamento de FFLCH-USP, que morreu em 2005.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247