Artistas e intelectuais convocam para a virada democrática

Dezenas de artistas e intelectuais se unem contra a amaça que ronda o futuro do País e assinam um manifesto contra a candidatura de alguém que "defende a quartelada, renega os horrores da ditadura, aplaude a tortura"; "Não há espaço nem tempo para a omissão. Ser omisso diante do perigo que nos ameaça significa, em termos concretos, concordar com essa ameaça", afirmam; entre os signatários estão Emir Sader, Leonardo Boff, Chico Buarque, Maria Thereza Goulart e Marieta Severo; confira a íntegra

Artistas e intelectuais convocam para a virada democrática
Artistas e intelectuais convocam para a virada democrática

247 - Assim como intelectuais estrangeiros e juristas, um grupo de dezenas de intelectuais e artistas brasileiros se uniram para assinar um manifesto contra a amaça que ronda o futuro do País no próximo dia 28 de outubro, data da votação do segundo turno. Os autores se colocam contra a candidatura de alguém que "defende a quartelada, renega os horrores da ditadura, aplaude a tortura" e afirmam que "não há espaço nem tempo para a omissão. Ser omisso diante do perigo que nos ameaça significa, em termos concretos, concordar com essa ameaça".

Leia a íntegra e confira as assinaturas:

"A hora é agora, a hora é já. Não se trata de uma ameaça no horizonte: a ameaça está ao alcance da mão.

É urgente unirmos nossas forças e intensificar nossos esforços. Mais do que nunca, é preciso união. Afinal, os riscos que este país corre são infinitamente maiores do que as distâncias e divergências que nos separam.

Não se trata apenas de defender uma candidatura: trata-se de defender o nosso país, o nosso futuro, o futuro dos nossos filhos e netos. Defender a democracia, defender cada um de nós.

Ou nos unimos com urgência absoluta, ou naufragaremos todos no breu de um mar sem fundo.

Diante da intolerância, da incitação ao autoritarismo e à violência, do racismo, da misoginia, da homofobia, da mentira, mais do que opção, a união de todas as forças verdadeiramente democráticas é um dever.

Não há espaço nem tempo para a omissão. Ser omisso diante do perigo que nos ameaça significa, em termos concretos, concordar com essa ameaça. Significa resignar-se por antecipado a tempos de breu que serão trazidos pelas mãos de quem defende a quartelada, renega os horrores da ditadura, aplaude a tortura.

Ainda há tempo de recuperarmos o que perdemos e tornar a avançar rumo ao futuro. Depende de nós, de nossa capacidade de compreender e transmitir as dimensões tremendas do perigo que nos ameaça."

Leonardo Boff
Chico Buarque
Fernando Morais
Eric Nepomuceno
Emir Sader
Marieta Severo
Aderbal Freire Filho
Silvia Buarque
Chico Diaz
Silviano Santiago
Ricardo Lodi
Maria Thereza Goulart
Denise Goulart
Silvio Tendler
Jose Luiz Fiori
Walter Carvalho
Murilo Salles
Sergio Augusto
Maria Lucia Rangel
Lucia Murat
Jose Joffilly
Dayse Xavier
Regina Zappa
Martha Alencar
Luiz Fernando Balbi
Luis Fernando Lobo
Tuca Lobo
George Sauma
João Pedro Zappa
Lia Gandelman
Luis Carlos Lacerda
Rapahel Padula
André Lazaro
Gaudencio Frigotto
Zacarias Gama
Helena Bocayuva
Margarida Cavalcanti
Lulu Correa
Clea Bessa
Tereza Trautman
Emilia Silveira

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247