Bolsonaro: 'cultura tem que estar de acordo com a maioria da população brasileira, não com a minoria'

Depois do 'estrago' feito pelas declarações de Sergio Nascimento, presidente da Fundsação Palmares, Jair Bolsonaro disse que o secretário de Cultura, Roberto Alvim, tem “carta branca” para fazer nomeações. Ele disse: "o secretário é um tal de Roberto Alvim, dei carta branca para ele. A cultura nossa tem que estar de acordo com a maioria da população brasileira, não de acordo com a minoria"

O Presidente Jair Bolsonaro durante o Lançamento do Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares – PECIM.
O Presidente Jair Bolsonaro durante o Lançamento do Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares – PECIM. (Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil; An)

247 - Depois do 'estrago' feito pelas declarações de Sergio Nascimento, presidente da Fundsação Palmares, Jair Bolsonaro disse que o secretário de Cultura, Roberto Alvim, tem “carta branca” para fazer nomeações. Ele disse: "o secretário é um tal de Roberto Alvim, dei carta branca para ele. A cultura nossa tem que estar de acordo com a maioria da população brasileira, não de acordo com a minoria."

A reportagem do site Poder360 destaca que "o novo presidente da Fundação Palmares, instituição que tem como 1 de seus objetivos a preservação da memória étnica brasileira, foi alvo de críticas por ter publicado em suas redes sociais publicações contra pautas antirracismo. Camargo falou, por exemplo, que o Dia da Consciência Negra, celebrado em 20 de novembro, “precisa ser abolido”."

A matéria ainda sulbinha que "questionado se concorda com as afirmações, Bolsonaro disse que é o secretário quem decide. “Ponto final. Ele que decide. Não vou entrar em detalhes. Tenho 1 despacho semanal com ele, só vou responder alguma coisa depois de ouvi-lo”, concluiu."

Ao vivo na TV 247 Youtube 247