Bolsonaro reconhece que sua não assinatura é um prêmio para Chico Buarque

“Ele já falou que a minha não assinatura é prêmio, então ele está premiado duas vezes", disse Jair Bolsonaro sobre a polêmica com o cantor, compositor e escritor Chico Buarque, que receberá o prêmio Camões de Literatura

(Foto: Ricardo Stuckert)

247 – Jair Bolsonaro disse que não vai assinar o Prêmio Camões, pois "não quer deixar Chico Buarque triste", segundo relata o jornalista Luciano Trindade. Ao ser questionado se estaria repensando o caso do compositor, Bolsonaro disse que afirma que “ele já falou que a minha não assinatura é prêmio, então ele está premiado duas vezes”.

O Prêmio Camões tem valor total de € 100 mil (em torno de R$ 447,3 mil), dividido entre Portugal e Brasil. A parcela da condecoração que cabia ao governo brasileiro já foi depositada em junho. O diploma, no entanto, ainda não foi assinado por Bolsonaro, relata o jornalista.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247