D2: será que teremos político usando coleira 'Trump' nesse carnaval?

Usando um tom irônico, o cantor e compositor Marcelo D2 criticou a postura servil do presidente eleito, Jair Bolsonaro, que prestou continência ao assessor de segurança de Donald Trump, John Bolton, ao recebê-lo em sua casa nesta quinta (29); "Será que vai ter político usando coleira escrito Trump nesse carnaval?", ironiza D2, comparando Bolsonaro à Luma de Oliveira, atriz que usou a coleira "Eike" no carnaval de 1998, em homenagem ao seu marido na época, o empresário Eike Batista

D2: será que teremos político usando coleira 'Trump' nesse carnaval?
D2: será que teremos político usando coleira 'Trump' nesse carnaval? (Foto: Divulgação)

247 -Usando um tom de ironia e bom humor, o cantor e compositor Marcelo D2 criticou a postura servil do presidente eleito, Jair Bolsonaro, com os EUA. Na manhã desta quinta-feira (29), o presidente eleito provou que governa para servir a interesses da Casa Branca e bateu continência para o assessor de segurança de Donald Trump, John Bolton, ao recebê-lo em sua casa no Rio. O gesto foi alvo de diversas críticas. 

"Só perguntando: um presidente de uma nação prestar continência a um assessor de outra não é meio estranho? Não era pra ser Brasil acima de todos?', questiona D2.

D2 segue suas críticas comparando Bolsonaro à Luma de Oliveira, atriz que usou a coleira "Eike" no carnaval de 1998, em homenagem ao seu marido na época, o empresário Eike Batista. 

"Só outra pergunta (essa maldosa): será que vai ter político usando coleira escrito Trump nesse carnaval?", ironiza. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247