Damares promete medidas contra filme da Netflix que ganhou prêmio no Festival de Sundance

A ação da ministra segue a linha política dos bolsonaristas que estão acusando o filme “Mignonnes” de promover a sexualização infantil e a pedofilia

Damares Alves e filme Mignonnes
Damares Alves e filme Mignonnes (Foto: ABr | Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A ministra das Mulheres, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, prometeu tomar medidas contra a plataforma de streaming Netflix por causa do filme “Mignonnes”, que deu o prêmio de melhor direção para Maïmouna Doucouré no Festival de Sundance.

A ação da ministra segue a linha política dos bolsonaristas que estão acusando o filme de promover a sexualização infantil e a pedofilia por conta de uma cena que mostra meninas menores de idade em um concurso de dança.

Nos Estados Unidos, o senador Ted Cruz (Republicano) acionou o Departamento de Justiça para “investigar se tanto a Netflix, seus executivos ou seus produtores estão violando leis federais contra a produção e distribuição de pornografia infantil”. O filme, no entanto, critica a hipersexualização de jovens.

No Brasil, os mesmos bolsonaristas que atacam o filme fecharam os olhos para piada de duplo sentido, com conotação sexual, feita por Jair Bolsonaro a uma menina de 10 anos em live presidencial.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247